28 de agosto de 2005

Fedora Core 4

Finalmente recuperado do crash do HD na minha última máquina que ainda rodava Windows, e revoltado com a quantidade de malware que encontrei na máquina (que é utilizada por minha filha e esposa com muito mais frequência do que por mim), instalei o Fedora Core 4 ao invés de voltar a velha cópia do Windows.

Eu já uso o FC4 (para os íntimos) no meu laptop do trabalho. Linux não é um desconhecido pra mim.

Mas me surpreendi com a facilidade de configurar até coisas que eu esperava ter de suar frio para fazer funcionar!

Minha impressora HP PSC 2210, uma multifunção com scanner e fax. Eu já estava preparado para ser capaz de imprimir mas não de usar o fax. Para minha surpresa, a impressora foi reconhecida automaticamente e o scanner funcionou na primeira tentativa!

Usando o OpenOffice ao invés do office da M$, usando o GIMP ao invés do Photoshop, e o firefox ao invés do maldito IE. Num sistema operacional livre de vírus.

Liberdade, e de graça!

27 de agosto de 2005

Se é para ter religião, anota aí...

Eu sou Pastafarian!

Ensinar "intelligent design" em salas de aulas como ciência é ridículo!

26 de agosto de 2005

Para isso pagamos impostos...

Vem do jornal O GLOBO a notícia de que aquela aposentada que passou dois anos filmando a atuação do tráfico na rua onde mora, foi descreditada pela polícia que dizia que ela estaria "exagerando".

É sensacional.

Você paga os seus impostos, vê a rua que você mora não só sem policiamento, mas como mercado de drogas com o envolvimento de policiais, informa a polícia, e ouve de volta um "Ah, isso é exagero!".

A polícia é paga - com os impostos altíssimos que são cobrados a vocês (porque eu, graças a Deus, não pago mais impostos no Brasil; meus impostos financiam guerras em outros lugares, infelizmente) - para proteger e investigar. Se uma denúncia vem a tona, ela tem de ser devidamente investigada, a origem da denúncia não é meritória de consideração.

Chega-se a conclusão de que se uma pessoa reporta um crime e por qualquer motivo é considerada "pouco confiável" na avaliação arbitrária de um comandante de batalhão, nada se faz. E tudo certo.

Claro que a polícia tem recursos limitados. Claro que há que se priorizar o atendimento da melhor forma possível - urgências primeiro. Mas não se dar ao trabalho sequer de investigar?!!

Só tenho pena dessa senhora, que em pouco tempo será morta, com toda certeza.

Se isso vai ser notícia de jornal, são outros quinhentos...

24 de agosto de 2005

Excelente!!!



"Bill Moyer, 73 anos, usa o "Bullshit Protector" sobre sua orelha enquanto o Presidente George W. Bush discursa para os Veteranos de Guerras Estrangeiras"

Google Talk, a nova moda...

Só falam nisso.

Google Talk!

Só porque é do Google.

O protocolo já existe há muito tempo. A aplicação em sí (só para Windows, por sinal, o que para mim significa que não posso usar) é mundana. Não oferece nenhum tipo de integração extraordinária com o GMail.

Ou seja - para mim, por enquanto - fico mesmo com o meu GAIM e o iChat (que podem usar a rede da Google, mas porque eu faria isso?) e continuo tocando a vida.

Quando houver alguma característica que distingua o Google Talk dos outros vários IM clients disponíveis (e em que as pessoas já tem suas listas de contatos há muito tempo), alguns inclusive suportando video; eu penso em usar.

23 de agosto de 2005

A fama...

Eu até esqueci de comentar...

Na minha estada na California, no Grass Valley, durante uma convenção recente dos produtos da empresa pra qual trabalho; descobri que muitos brasileiros trabalham por lá durante a temporada de ski.

Um dia, jantando, perguntei a garçonete se haviam brasileiros trabalhando no restaurante.

- Não, nessa época as mulheres todas já foram embora...
- Não, não... Peraí. Eu sou Brasileiro também!
- AHhhhhh... Desculpa, pensei que você tivesse perguntando porque todos os homens só querem saber das brasileiras.

A fama é uma coisa impressionante.

Merecida ou não.

22 de agosto de 2005

Videogames...

Aqui nos EUA existe um intenso debate sobre o dano que videogames podem trazer aos jovens. Apesar da falta de evidências concretas, muita gente diz que não deixa o filho jogar este ou aquele jogo porque pode induzir a este ou aquele comportamento.

Eu sou de uma geração intermediária, que cresceu jogando video-games e que quase não joga os jogos ultra-realistas de hoje (mas jogo de vez em quando).

Minha opinião é a seguinte: gente idiota vai ser influenciada por qualquer meio.

Videogame, filme, livro, um amigo... Não importa. Se o cara é idiota e não tem ninguém para lhe orientar, ele vai fazer besteira inspirado por um video-game. Mas também faria inspirado por um livro. Ou por um filme. Ou por uma história em quadrinhos. Ou, simplesmente, porque está andando com as companhias erradas.

A diferença entre o video-game e um filme como motivador para um comportamento beligerante, por exemplo, é nenhuma.

Me mata de rir quando eu leio casos como a da avó que comprou o Grand Theft Auto San Andreas pro neto pré-adolescente, e processou a empresa quando se descobriu que haviam cenas de sexo acessíveis no jogo.

Porque a mensagem que fica é: roubar, matar policiais, espancar e atropelar inocentes - tudo fazendo parte da interface básica do jogo - pode. Mas sexo, de jeito nenhum!!!

Minha filha, que tem 7 anos, de vez em quando joga ou me vê jogar, Grand Theft Auto Vice City. Ela sempre me vê jogar o Splinter Cell. Em ambos os jogos se matam pessoas.

Só que quando ela joga o GTA VC, ela se recusa a, por exemplo, roubar carros "porque é errado!". Ela joga como se estivesse num grande jogo de Sims. Andando pela cidade e pegando carros estacionados.

Claro, eu converso com ela e explico que tudo aquilo é faz-de-conta. Que na vida real ninguém sai por ai atirando em ninguém, porque isso é uma coisa muito séria e que ninguém deve, intencionalmente, querer machucar ninguém.

Será que os pais desses garotos de 15 que saem por aqui matando e dizendo que "se inspiraram" no videogame X fazem o mesmo? Dúvido. É mais fácil entregar a educação dos filhos ao sistema educacional (que é feito pra TREINAR e não EDUCAR, aliás como prefiro!) e a TV do que se envolver e participar da vida dos filhos...

Sem contar que, aqui, um processinho contra uma empresa de videogames pode gerar uma boa grana...

Ai ai...

Pra quem vem de cidade grande, dar de cara com o jornal de maior circulação do estado fazendo uma comparação - A SÉRIO - de se vale mais a pena dirigir ou comprar um cavalo; é surreal...

Na primeira página da edição de hoje! Veja aqui! Infelizmente eles não mostram na edição online o mesmo quadro comparando lado a lado e concluindo que o cavalo é mais barato...

O preço da gasolina aqui está alto (para os padrões americanos) e buscam-se alternativas em todos os lugares.

Mas eu, a cavalo?

18 de agosto de 2005

E alguém achava que ele era santo?!?

A Veja informa que Roberto Jefferson "controlava com mão de ferro" o esquema de arrecadação nos correios...

E alguém achava que ele estava altruísticamente defendendo o que é justo e bom?

É tudo ladrão.

Um ou dois podem se salvar. Mas tem de investigar todo mundo.

E botar gente em cana. E tomar de volta o dinheiro que se empregou nestas criaturas...

Aliás, taí uma boa medida. Político pego em esquemas de corrupção automaticamente é destituido e obrigado a restituir TODOS OS SALÁRIOS RETROATIVAMENTE ATÉ SUA ELEIÇÃO.

A outra boa medida seria proibir reeleições de vereadores, deputados estaduais, deputados federais e senadores. Presidentes, Governadores e Prefeitos só podem ser reeleitos uma vez e podem no máximo ocupar o cargo duas vezes na vida.

Renovação constante para evitar que a manha da sem-vergonhice se estabeleça...

Frase do dia...

O trabalho danifica o homem.

17 de agosto de 2005

Autoridades...

Lí em algum lugar que esta tramitando um projeto de Lei que obriga as empresas aéreas a reservar lugares em vôos para "autoridades".

É o cúmulo.

Esses sujeitos perderam completamente a noção de realidade. Ao invés de resolverem ou incentivarem a solução dos problemas de um segmento que está, nitidamente, com problemas no mundo todo; resolvem o seu problema de não achar vagas em aviões.

Quanto tempo se gasta na avaliação de um projeto desses? E o que a população em geral ganha com isso?

Sim, porque as "autoridades" são meros representantes da vontade democrática e devem defender os interesses do coletivo.

Que interesse coletivo há em garantir lugares para autoridades em vôos?

Não tem Fora Lula que resolva a situação do Brasil. O problema é endêmico. O cara é eleito e decide que está acima dos seus eleitores, que não precisa mais conviver com os problemas que seus eleitores convivem. Passou a casta de cima!!!

As capitanias hereditárias não acabaram!

16 de agosto de 2005

5.3 Km em 30 minutos...

Ontem a noite fiz meu melhor tempo até o momento nas minhas incursões pós Crazy Legs e Mad City Marathon.

3.3 milhas (5.3Km) em 30 minutos.

O que quer dizer que eu teria corrido as 5 milhas da Crazy Legs em 45 minutos mais ou menos, 5 minutos melhor do que corri no início do ano.

E no caso da Mad City Marathon (onde eu corri os 10Km, não a maratona porque não sou louco!), eu teria completado em 56 minutos. Também 5 minutos melhor que há três meses atrás.

Aos poucos vou melhorando...

15 de agosto de 2005

Carta à Veja...

Mandei a seguinte carta à Revista Veja e ao Articulista Stephen Kanitz:

Li, com o mesmo interesse de sempre, o artigo de Stephen Kanitz em sua última edição.

Não escrevo para criticar o mérito das medidas propostas. São todas
interessantes, apesar de pensar que o sistema de primárias - em
especial em termos de segurança - é um tanto mais complicado que o
articulista faz parecer. Adoro a idéia de reduzir o número de
"representantes" (como se eles efetivamente nos representassem, ao
invés de apenas aos seus próprios interesses). Quanto menos
sangue-sugas, melhor.

Escrevo para discordar da avaliação de que toda a corrupção advém dos
custos de campanha. Partindo deste pressuposto, os políticos
brasileiros tem um motivo, uma desculpa, para os seus atos.

Eles roubam porque podem e porque sabem que não vão ser punidos. E só.

Roubam porque corruptos saem ilesos e nunca são obrigados a devolver o
que roubaram. Nem multados são! Propinas são oferecidas porque os
corruptores nunca são punidos, afinal só fizeram o que o "sistema"
espera deles.

Num país onde a propina foi estabelecida até entre empresas privadas -
com empresários e diretores exigindo "kick-backs" por baixo dos panos
de outros empresários só para utilizarem seus serviços; ou contratam a
concorrência - o que mais se pode esperar?

Reforme-se o que quiser, se não começarmos a punir exemplarmente os
bandidos - que é o que todos eles são, independente de partido
político e apesar da pose - nada vai mudar.

Punir tomando de volta o que é nosso. Punir colocando na cadeia. Punir
tornando inelegíveis permanentemente e sem direito a exercer nenhum
cargo público (inclusive os cargos em confiança). Punir negando acesso
a licitações públicas a qualquer empresa que tenha em seus quadros um
corruptor ou corrompido.

Mas, entendo o articulista. Um profissional tem de se ater ao que é
realizável. Se reduzirmos em alguma coisa a bandalheira, já temos de
comemorar.

Porque acabar com ela? Dúvido.

11 de agosto de 2005

"Ou recebia assim ou levava cano"

Uma coisa que eu nunca entendi no Brasil é que, nas raríssimas vezes em que se investiga corrupção, os corrompidos são execrados pela sociedade. Punidos já é outra história...

Mas os corruptores, os caras que deram grana ou que se beneficiaram do esquema de corrupção, saem com "Se eu não fizesse outro fazia!", ou "É o único jeito que as coisas são feitas no Brasil", ou a mais nova - usada pelo Duda Mendonça - "Ou recebia assim ou levava o cano".

Eu não vou nem linkar o artigo do Globo.

O mais interessante é que ninguém - absolutamente ninguém - se surpreende. Todo mundo já sabe que é assim mesmo.

E o pior: muita gente batendo boca sobre quem tem culpa, quem tem de ser punido - e é claro que isso é imprescindível.

Mas o que eu quero é saber como vamos fazer para consertar o que está quebrado. Evitar que as mesmas coisas aconteçam de novo e de novo e de novo, enquanto o país afunda cada vez mais na ladroageme na sem-vergonhice.

Certo me disse meu pai, num e-mail recente onde eu reclamava de saudades da família, ao dizer "pelo menos você não está aqui para viver outra crise instituicional".

Mais uma.

Quando é que vamos tentar corrigir o problema???

Pelo jeito, nunca!

Segredo da vida?

Gustave Flaubert já dizia...

"Ser estúpido, egoista e ter boa saúde são três pré-requisitos para felicidade, mas se a estupidez faltar, tudo está perdido."

Fazer o quê?


My computer geek score is greater than 92% of all people in the world! How do you compare? Click here to find out!


Eu sou um nerd...

5 de agosto de 2005

2 de agosto de 2005

Resta saber se a polícia é só incompetente ou completamente idiota...

"Bicicleta é fonte de problema"; assim o delegado Alberto Pires Lage justificou a apreensão de 27 bicicletas "suspeitas" nos morros do Pavão-Pavãozinho e Cantagalo.

Ou seja: roubos estão acontecendo na orla e os criminosos usam bicicletas. Qual a solução? Apreender bicicletas "suspeitas".

Investigar, procurar suspeitos, policiar ostensivamente e reprimir o crime? Pra quê?

Sem as bicicletas os criminosos óbviamente não poderão operar!!! Desbaratamos mais uma quadrilha!!! Viva a nossa polícia!!!

Eu fico pensando se é pura incompetência ou se eles são idiotas completos mesmo.

Talvez eles sejam é muito competentes, e os idiotas sejamos nós...

Não vou mencionar o aspecto arbitrário, digno de ditaduras, de apreender propriedade alheia sem provas de que é roubada. Ou o impacto social que isso gera na população dos morros, que já vê a polícia como o inimigo e agora nem mais bicicleta podem ter.

Eu vou fazer uma previsão: haverá um aumento drástico no número de bicicletas roubadas na orla.

E por algum motivo - apesar das incursões apreendedoras de bicicletas suspeitas - os outros crimes não vai deixar de ocorrer.